[Resenha] Aluga-se um noivo, de Clara de Assis @Kindle Edition

  • 12:54
  • 06 abril 2016
  • Título: Aluga-se um noivo
    Autor: Clara de Assis
    Lançamento: 2014
    Páginas: 435
    Gênero: Romance / Literatura Brasileira
    Editora: Kindle Edition
    Sinopse: Nada poderia ter afetado tanto Débora Albuquerque quanto ter de enfrentar seu ex-namorado, João, como padrinho de casamento de seu irmão. Como se não bastasse, acompanhado por sua nova namorada, ninguém menos que Letícia, a quem Débora um dia chamou de amiga. 
    A situação já parecia bastante ruim, quando Débora teve a brilhante ideia de surgir na festa, muito bem acompanhada. Para tanto, acordou com um garoto de programa, Théo, para que fizesse a vez de namorado e juntos seriam o casal mais feliz do Mundo. Por sorte, ou não, a inseparável melhor amiga de Débora, Carol, resolveu dar uma mãozinha e o que antes era uma loucura, tornou-se algo mais complicado que nunca, de namorado a noivo, num piscar de olhos. 
    Débora, carioca, balzaquiana, estava disposta a pagar quanto fosse para não aparecer sozinha na festa. Théo seria o namorado ideal, lindo, sofisticado, com sotaque italiano e extremamente sedutor. O plano era perfeito, mas Débora se apaixonou...
    Bom dia, como vão? Trago a vocês a resenha de Aluga-se um noivo de autoria nacional. Eu sempre gostei de ler livros nacionais desse tipo de gênero porque acabo me identificando muito com o enredo onde se passa a história, já que a maioria é retratada no Brasil, e também com algumas expressões idiomáticas que só temos aqui. O legal de ler uma obra nacional é que ajudamos essas escritoras amadoras a entrarem nesse universo literário e também podemos fazer críticas construtivas sobre suas obras para que elas possam melhorar.

    Eu vi uma resenha incrível sobre o livro e foi daí que me interessou a ler, porém, teve algumas coisinhas que me chamaram a atenção de uma forma negativa durante a leitura. Mas como também li o livro que ainda não estava revisado, então talvez alguns dos problemas de edição já tenham sido resolvidos com a revisão. Deixemos de enrola e vamos lá.

    Débora é uma carioca nata, que adora samba e que tem um belo corpo. Formada em Administração, ela se mata de trabalhar em uma empresa e mesmo que odeie seu chefe, ama o que faz. Porém, seu mundo está prestes a ruir quando descobre que seu irmão caçula que vai se casar, acabou convidando seu ex-namorado João para ser padrinho de casamento. Não teria problema algum se ele não estivesse namorando Letícia, ex-amiga de Débora.

    Não querendo aparecer sozinha no casamento e nos ensaios, ela resolve contratar um garoto de programa para se passar por seu namorado. Porém, antes dela contratar o serviço, o primeiro contato com o personagem principal masculino da trama já aconteceu. Débora acaba esbarrando em um homem lindo e com uma barba cerrada irresistível em uma livraria na Rua do Ouvidor. O que ela não espera é que quando liga para o acompanhante e marca o encontro com o homem, quem ela iria ver atrás da porta seria o tal cara da livraria.
    "O cara pediu desculpas, eu pedi desculpas e nos olhamos, ele sorriu, fiquei meio sem graça, caralho que gato! Olhos castanhos, cabelo castanhos, nariz perfeito, eu amo nariz, afinal fica no meio da cara!"
    Feita as apresentações, conhecemos Théo. um homem cujas informações - como idade, nome verdadeiro, de onde vem -, ninguém sabe. Misterioso, pretensioso e decidido, ele resolve ajudar Débora no seu plano ardiloso. Era pra ser algo simples se a amiga de Débora, Carol, não tivesse falado pelos cotovelos e de namorada, Débora passou a ser noiva.

    O plano teve que ser todo editado e o preço que ela iria pagar por isso, seria altíssimo: 18 mil reais, quem diria? Mas já que estava pagando por um preço desses, Débora resolveu aproveitar e acabou indo para a cama com o rapaz. As cenas de sexo são bastante fortes e vão se intensificando ao longo da história. Alguns comentários que são ditos no livro são bastante chulos e pornográficos, então se você não gosta de livros desse gênero, ainda dá tempo de parar.

    Como disse antes, as cenas de sexo são bastante retratas e com muito conteúdo adulto. Eu confesso que gostei, mas também me envergonhava com algumas palavras que a autora colocou. Percebemos o quanto os personagens tinham química através da cama e de corpos suados. Nessas brincadeiras que eles inventaram de fazer, Débora acabou se apaixonando. E agora? Como sair dessa situação?

    O livro é bastante engraçado, me fez rir a bessa. Como eu disse no começo dessa resenha, o livro estava mal editado porque ainda não tinha sido revisado, mas a autora fazia cortes nos capítulos tão rápido que eu nem sabia se estava ainda no mesmo capítulo ou se havia começado outro. Acho que também faltou uma indicação para ver quem estava narrando a história naquele momento. Até 2/3 do livro, ela é narrada por Débora e do nada, passa a ser narrado por Théo e até mesmo tem um capítulo narrado por Carol. Como não tinha um aviso ou algo que mostrasse que mudou de personagem, eu fiquei muitas vezes confusa e perdida, o que me fez perder um pouco o encanto que o livro havia me passado.

    Sem mais delongas, gostei bastante apesar dos probleminhas de edição e gostei muito do final, onde é relevado os verdadeiros motivos de Théo em ser um garoto de programa. Ri demais com as circunstâncias da situações e também das coincidências do destino, achei que teve uma desenvoltura muito legal e não ficou no tema "só sexo".


    Comentário(s)
    0 Comentário(s)

    Tecnologia do Blogger.